Arquivo

Archive for the ‘Variedades’ Category

Postura no computador

 

Categorias:Dicas, Variedades, Videos

Desativar tela de abertura nos PortableApps

fevereiro 24, 2011 Deixe um comentário

Como desativar tela de abertura nos aplicativos portáteis.

Aplicativos Portáteis (ou PortableApps) são programas de computador que rodam diretamente do pendrive, em diversos computadores diferentes, sem perder as configurações, sem necessidade de instalação e sem afetar em nada a instalação do Windows.

Os mais conhecidos são fornecidos gratuitamente pelo site PortableApps. Estes tem uma tela de abertura, que algumas pessoas (eu incluso) podem achar um pouco inconveniente. Esta tela (também conhecida por Splash Screen) é o que diferencia, pelo menos aparentemente, os aplicativos portáteis, dos aplicativos instalados da maneira tradicional.
Quando possível, eu prefiro rodar aplicativos portáteis ao invés de instalá-los no meu computador. É ótimo para testar novos programas até ter certeza se vale a pena utilizá-los, para facilitar rotinas de backup, migrações entre computadores, entre vários outros motivos.
Se você também adora os aplicativos portáteis , mas não gosta daquela tela de abertura chata, seus problemas acabaram. Pois você pode desabilitar a SplashScreen dos PortableApps e viver feliz para sempre!
Para desativar a exibição da tela de abertura nos aplicativos portáteis, faça o seguinte: Depois do aplicativo instalado, navegue até a pasta \Portable\Other\Source e localize o arquivo que tem exatamente o mesmo nome do arquivo executável do aplicativo portátil, porém com a extensão .INI. Ex: Notepad++Portable.ini:

Disable PortableApps Splash Screen
Localize o arquivo equivalente no seu aplicativo portátil.

Abra o arquivo equivalente do seu aplicativo portátil no bloco de notas, localize a seguinte linha e altere conforme o exemplo abaixo:

DisableSplashScreen=true

Depois de salvar as alterações feitas no arquivo .INI, copie-o para a raiz do aplicativo portátil, junto ao executável principal e está pronto!

Disable PortableApps Splash Screen
Salve uma cópia do arquivo de configuração junto ao executável.

Agora, a tela de abertura não será mais exibida ao abrir o aplicativo, seja diretamente do pendrive, ou copiado para alguma pasta no HD do próprio computador…

Leia mais: Compulsivo

Viajante do tempo: senhora parece falar ao celular em filme de 1928

outubro 29, 2010 Deixe um comentário

 

Charlie Chaplin é considerado um artista visionário, mas será que ele teve uma ajudinha de um “viajante do tempo”? Então tente explicar aquela senhora que parece falar ao celular em uma filmagem de 1928!

A cena intrigante faz parte do material de extras do filme “O Circo”, de Charlie Chaplin, e mostra a plateia entrando no teatro Manns Chinese, em Hollywood, para a pré-estreia.

A senhora veste um casaco preto e chapéu. Enquanto anda, parece mexer a boca como se estivesse conversando, mas não há ninguém por perto. Para intrigar ainda mais, leva as mãos ao rosto como quem fala ao celular.

Algumas pessoas cogitaram a possibilidade de o objeto ser um radinho de pilha. Outras dizem que a senhora provavelmente era esquizofrênica, mas o Giglablog gosta mesmo é de uma teoria conspiratória.

Tire suas dúvidas:

  http://storage.mais.uol.com.br/embed.swf?mediaId=7030462

Fonte: FoxNews.com
Fonte:uoltecnologia

Categorias:Variedades, Videos

Mito ou verdade: recarregar a bateria muitas vezes ao dia estraga o aparelho utilizado?

outubro 17, 2010 Deixe um comentário

 

Uma das dúvidas mais recorrentes de quem acabou de adquirir um aparelho com baterias recarregáveis está relacionado a formas de prolongar a vida útil do dispositivo.

 

Desvendando o mito

Antes de nos aprofundarmos na forma como baterias funcionam, é preciso responder à pergunta que dá título ao artigo: recarregar constantemente o aparelho não só não o estraga, como é o método recomendado pelos fabricantes. Dessa forma, quem deixa dispositivos conectados muito tempo à uma tomada não precisa se preocupar em perder desempenho ou com possíveis danos causados pelas constantes recargas.

Vale mencionar que até alguns anos atrás a resposta seria totalmente diferente, devido ao chamado efeito memória. Antigamente, as bateria utilizadas eram feitas de Níquel-Cádmio, uma tecnologia menos eficiente e que costumava apresentar vários problemas em caso de recargas recorrentes.

Com as baterias baseadas em Íon-Lítio (que equipam praticamente a totalidade dos aparelhos portáteis atuais), o efeito memória desapareceu completamente. Isso significa que não importa se a bateria está com 40% ou 70% de vida – a recarga pode ser feita sem nenhum problema ou perda de desempenho. Inclusive o recomendado é deixá-la o mais próximo da carga total sempre que possível.

 

Como prolongar a vida da uma bateria de Íon-Lítio

Baterias de Íon-Lítio funcionam através de ciclos de recarga (com média que fica entre 300 a 500 recargas, dependendo do tipo de aparelho utilizado). Cada vez que o dispositivo é descarregado totalmente, perde-se um ciclo de vida útil – em teoria uma bateria do tipo só precisa ser substituída após o usuário descarregá-la totalmente 500 vezes. Ou seja, caso se siga o mesmo procedimento necessário nas baterias de Níquel-Cádmio, em pouco tempo seus aparelhos só funcionarão conectados a uma fonte de energia.

Dessa forma, o ideal é que você recarregue constantemente sua bateria, mesmo que ela ainda possua uma boa quantidade de carga. Portanto, não precisa se preocupar em deixar seu celular com 60% de carga conectado ao carregador meia hora antes de sair de casa – inclusive esse é o tipo de procedimento recomendado pela maioria dos fabricantes.

O problema que pode ocorrer devido à recarga constante dos aparelhos está na exibição do nível de carga. Isso é comum, principalmente em celulares e notebooks, que podem indicar um nível maior ou menor de carga do que aquele realmente disponível. Isso pode ser resolvido de maneira fácil, basta descarregar totalmente a bateria do aparelho para recalibrar o medidor dos dispositivos. O recomendado é que esse processo seja feito uma vez a cada três meses, evitando assim maiores problemas.

Em geral, uma bateria de Íon-Lítio conservada em condições ideais dura entre dois  a três anos de uso constante. Isso acontece devido aos processos químicos naturais que acontecem nos dispositivos e que aumentam sua resistência interna devido à oxidação. Eventualmente, a resistência atinge um ponto em que a bateria não é mais capaz de fornecer energia, mesmo que possua carga interna disponível.

 

Calor, o grande inimigo das baterias

Agora que você sabe que não é preciso descarregar totalmente um dispositivo antes de recarregar a bateria, deve estar pensando: então não tem problema eu manter um aparelho conectado o tempo toda à tomada e só desconectá-lo na hora de sair de casa, certo? Bom, em teoria sim, mas na prática não é bem o que acontece.

Embora em matéria de ciclos de vida não haja nenhum problema em manter um dispositivo totalmente carregado conectado à tomada, é preciso levar em conta que o fluxo constante de energia tende a aquecer o aparelho. Comprovar isso é uma tarefa muito fácil, especialmente se você possui um notebook – ao comparar a temperatura de um aparelho desconectado a um em processo de carregamento é fácil notar a diferença de temperatura.

Basta lembrar das aulas de química ministradas em qualquer colégio para saber que o calor funciona como um dos mais eficientes catalisadores da natureza. Ou seja, quanto maior a temperatura de uma bateria, maior a velocidade com que ocorrem seus processos químicos naturais – o resultado é um dispositivo que utiliza ciclos de vida em uma velocidade maior do que a normal.

Dessa forma, manter um aparelho conectado constantemente a uma tomada pode significar perder em pouco tempo sua capacidade de recarga, forçando o usuário a investir em uma bateria substituta. Por isso, o recomendado é retirar a bateria sempre que o plano for utilizar o aparelho durante longos períodos conectados a uma fonte de energia – conselho especialmente válido para donos de notebooks. Nessas horas é preciso optar entre o risco de perder dados não salvos em caso de uma queda de energia ou ver a vida útil da bateria diminuir em ritmo acelerado.

 

Dicas para prolongar a vida útil

Agora que já se tem uma ideia básica de como uma bateria de Íon-Lítio funciona durante o processo de recarga, é possível programar o uso dos aparelhos para obter o máximo de vida útil possível. Note que não há remédio para recuperar baterias desgastadas por processos químicos – em geral, esquentá-las um pouco diminui a resistência interna e permite acessar a energia armazenada, mas basta voltar à temperatura normal para o problema retornar.

Abaixo, seguem algumas dicas simples que ajudam a prolongar o tempo de uso de sua bateria e que evitam ter que substituí-las antes do período programado durante sua produção.

 
Recarregue constantemente seus aparelhos

A primeira dica tem tudo a ver com o título do artigo: a melhor maneira de manter seus aparelhos saudáveis é recarregá-los constantemente, de preferência muito antes de sequer pensar em acabar a bateria. Além de permitir que você os utilize durante um tempo mais prolongado, o processo evita o desperdício de importantes ciclos de vida.

Porém, lembre-se de que a descarga completa de um dispositivo é necessária para calibrar o medidor de energia de aparelhos. Dessa forma, recomenda-se descarregar totalmente um aparelho a cada três meses, para evitar qualquer tipo de problema nos indicadores. Em geral, esse ritmo é mais do que suficiente para manter a saúde de sua bateria.

 
Evite o calor a todo custo

Como já foi exposto durante o artigo, temperaturas elevadas são os principais inimigos de sua bateria. Afinal, elas aceleram o processo de desgaste dos dispositivos e podem resultar em acidentes mais graves, como incêndios.

Além de retirar a bateria de um aparelho sempre que ela atingir 100% de carga e uma fonte de energia continuar conectada, evite utilizar o aparelho em espaços pouco ventilados ou deixá-lo armazenado junto a fontes de calor. Assim,  você prolonga o tempo de vida da bateria e evita a ocorrência de problemas mais graves que podem por em jogo um dispositivo valioso.

 
Guarde baterias em um local adequado

Essa dica é especialmente importante para quem mantém uma bateria extra para momentos de necessidade ou precisa armazenar dispositivos durante muito tempo sem uso. Como o circuito de proteção de uma bateria precisa de um pouco de energia para operar corretamente, nunca se deve deixá-la guardada sem carga alguma.

Algumas baterias de Íon-Lítio falham ao ficar muito tempo com a carga mínima, que no geral gira entre 2,5 Volts por célula. Caso esse limite mínimo seja ultrapassado, o circuito de segurança interno deixa de funcionar corretamente e indica que a bateria está morta, situação na qual os carregadores comuns de nada servem. Alguns fabricantes dispõem de alternativas que recuperam dispositivos nesse estado, mas em geral é perigoso tentar fazer o processo sozinho por questões de segurança.

O ideal é que, ao guardar uma bateria, ela esteja com cerca de 40% de sua carga total disponível. Após um determinado período de tempo, é comum que ela perca um pouco dessa capacidade devido ao circuito de proteção – por isso, quando for utilizá-la novamente, o recomendado é deixá-la carregar totalmente antes de utilizar o dispositivo desejado.

Também procure deixá-la em um ambiente arejado, evitando assim qualquer problema de superaquecimento. Afinal, mesmo durante os momentos de repouso de um aparelho os processos químicos de uma bateria continuam agindo de maneira constante – quanto mais amena a temperatura, menor o ritmo com que eles ocorrem e, consequentemente, maior a vida útil total do dispositivo.

 

Fonte:Baixaki

Categorias:Dicas, Notebooks, Variedades

Google Street View Brasil em 3D

street view 3d Google Street View Brasil em 3D

Além de todas as comodidades de visualizar as cidades do Brasil sem precisar sair de casa, o Google Street View Brasil também oferece aos usuários a possibilidade de visualizar as imagens em 3D. Para ativar, basta clicar em qualquer imagem com o botão direito e selecionar a opção "modo 3D".

Assim como ocorre nos cinemas, você precisa possuir um óculos 3D para que a funcionalidade realmente funcione.

Street View em 3D era uma mentira!

Lançada no dia 01/04/2010, mais conhecido como o Dia da Mentira, a funcionalidade de visualizar em modo 3D era apenas uma brincadeira do Google mas acabou permanecendo e foi expandida para todas as imagens do Street View no mundo.

Fonte:googlediscovery.com

Categorias:Dicas, Novidades, Variedades

Como converter um filme para DVD e embutir a legenda

 

Esse tutorial vai te ensinar como converter um filme para DVD e embutir a legenda no DVD gravado.

1° Passo: Baixe e instale o programa ConvertXtoDVD.

2° Passo: Abra o programa e clique no sinal de “+” para adicionar um arquivo de vídeo.

3° Passo: Encontre em seu computador o arquivo de vídeo que você deseja adicionar a legenda e converter.

4° Passo: Clique nesse ícone em frente ao arquivo que você adicionou.

5° Passo: Clique com o botão direito do mouse em cima de “Legendas” depois clique com o botão esquerdo em “Adicionar Legenda”.

6° Passo: Encontre em seu computador a legenda referente ao filme que você deseja converter.

7° Passo: Depois de inserir a legenda no programa, clique em “Converter” e espere converter, pode demorar um pouco dependendo do seu computador e do tamanho do filme.

8° Passo: Ao de terminar de converter o programa te da opção de gravar o arquivo convertido em um DVD virgem, caso você queira, é só inserir um DVD virgem na Unidade de DVD do seu computador  e clicar em “Gravar”.

Fonte:filmeshunter

Categorias:Dicas, Tutoriais, Variedades

Google libera encurtador goo.gl para todos os usuários

 

Com um crescimento vertiginoso ao longo dos últimos tempos, o Twitter é uma das redes sociais que mais ganha usuários no mundo.

Como o serviço só permite o envio de mensagens com até 140 caracteres, compartilhar um link com seus seguidores tornou-se uma tarefa muitas vezes impossível.

Para ajudar os usuários com este problema, surgiram vários serviços pela internet para transformar  URLs grandes em pequenas .

O Google não quis ficar fora e lançou seu próprio encurtador: o goo.gl. Segundo o Google, o "goo.gl é um serviço que armazena URLs longas e comprimi em menos caracteres para um link mais fácil de compartilhar, postar em um tweet ou enviar por e-mail aos amigos. Os objetivos principais deste serviço são: estabilidade, segurança e velocidade".

google goo gl 1 Google libera encurtador goo.gl para todos os usuários

Fonte:googlediscovery