Arquivo

Archive for the ‘Tecnologia’ Category

Cientistas criam chip com 1000 núcleos

 

Cientistas da Universidade de Glasgow, na Escócia, criaram um processador com mais de mil núcleos.

O resultado representa um grande salto se comparado aos computadores atuais que têm em sua CPU, a unidade central de processamento que lê e executa instruções, até 16 núcleos.

Com o chip de mil núcleos, o Dr Wim Vanderbauwhede e colegas da Universidade de Massachusetts Lowell foram capaz de processar um dos algoritmos centrais do formato de vídeos MPEG (o mesmo do YoutTube) a uma velocidade de 5 Gigabytes por segundo – 20 vezes mais rápido do que os atuais desktops topo de linha.

O segredo está em um chip especial chamado Field Programmable Gate Array (FPGA). Assim como todos os microchips, ele contém milhões de transistores, porém, nos FPGAs, estes podem ser configurados em circuitos específicos pelo usuário ao invés de serem programados em fábrica. Essa característica permitiu que a equipe de pesquisadores dividisse os transistores do chip em pequenos grupos, atribuindo a cada um deles uma tarefa diferente.

Criando mais de mil mini circuitos, eles conseguiram formar mil núcleos trabalhando instruções independentes. Para tornar o processador ainda mais rápido, cada núcleo recebeu uma quantidade de memória dedicada.

O resultado ainda é o que se chama de “prova de conceito”, e serão necessários outros estudos antes que alguma aplicação comercial possa ser cogitada. Atualmente, os FPGAs não são usados em computadores comuns por serem difíceis de programar, no entanto, experimentos como esse ressaltam suas outras características: sua enorme capacidade de processamento e seu baixo consumo de energia (obtido graças à sua velocidade de operação).

Fonte:info abril

Anúncios

Samsung demonstra WiMAX rodando a 330 Mbps no Japão

 

Mesmo que a cobertura WiMAX seja apenas sonho no Brasil, e que esteja disponível em limitadas partes do globo, além de ter uma forte concorrente, o padrão LTE, o grupo industrial WiMAX Forum está a todo vapor desenvolvendo sua tecnologia que sucederá a Internet 4G.

Baseada na especificação 802.16m, o WiMAX 2 será capaz de fornecer aproximadamente 100 Mbps em downloads em dispositivos portáteis, como smartphones, e quase 1 Gbps para dispositivos estacionários como um modem 4G em uma residência.

Mas isso ainda é pouco para Samsung: a empresa demonstrou uma implementação WiMAX 2 durante o evento CEATEC Japan 2010, em Tóquio, que foi capaz de chegar à surpreendente velocidade de 330 Mbps, exibindo simultaneamente 16 vídeos de alta resolução.

O teste foi feito em parceria com a UQ Communications, e segundo rumores usa o equipamento WiMAX atual da Samsung, e com isso as empresas poderão fazer o "upgrade" para o WiMAX 2 com novas placas de canais ou via software, evitando gastos. Os primeiros produtos da Samsung a serem baseados no padrão WiMAX só estarão disponíveis depois do final de 2011.

Fonte:guiadohardware

Netbook giratório da Dell vira tablet

setembro 15, 2010 Deixe um comentário

 

O novo Inspiron Duo pode se transformar de tablet em netbook e vice-versa.

O Inspiron Duo  tem uma tela giratória, que pode virar para dentro ou para fora do aparelho. Para dentro, um notebook, para fora, um tablet.

O Inspiron Duo foi apresentado no IDF 2010, evento organizado pela Intel.

Ainda se sabe pouco sobre ele: Windows 7, tela de 10 polegadas e Intel Atom N550 são as únicas especificações divulgadas.

Seu lançamento poderá ser no fim do ano, período em que as vendas são melhores.

Apesar de surpreender no formato, o Inspiron Duo não é novidade. Vários notebooks contorcionistas já existem, sejam da HP, da Acer ou da Toshiba.

 

Fonte:info.abril

Detector de movimentos no seu PC

setembro 12, 2010 Deixe um comentário

Software usa webcams da Logitech para enviar alertas

Se você quer segurança em seu PC, que tal colocar um detector doméstico de movimentos? Isto é totalmente possível com o software gratuito YawCam, compatível com as versões mais recentes do Windows e exigindo a instalação da máquina virtual Java da Sun e uma webcam da Logitech.

01. Primeiramente escolha sua câmera dentro do YawCam, apontado para Settings > Device > Change to.

02. Agora ligue o detector de movimentos ativando o botão Enable referente a Motion.

03. Para que a detecção funcione, faça as configurações necessárias indo em Windows > Motion detection.

04a. Guia Motion Events: Se a detecção está ligada, nesta guia você tem acesso a todas as fotos tiradas que provam que houve movimentação num dado horário.

04b. Guia Settings: Nesta guia, você pode definir se a imagem inteira pega pela webcam ou apenas uma parte dela será vigiada (Motion Detection in), o nível de detecção (Detection level) e a cor usada como base para detectar mudanças no vídeo (Mark Color).

04c. Guia Actions: Nesta guia, você pode definir que ações o YawCam tomará quando algum movimento for detectado. Para que o software funcione como um detector a distância, vamos configurá-lo para enviar e-mails, marcando Send E-mail e clicando no respectivo botão Settings….

05. Preencha os campos necessários e as informações do servidor SMTP de seu e-mail (SMTP Server) Na foto abaixo, estão as configurações para o servidor SMTP do Gmail. Para anexar imagens da detecção no e-mail, marque Attach Image e configure a qualidade das mesmas (Image options) e o controle de envio repetido (Flood control).

06. Veja a imagem do Gmail recebendo uma mensagem de detecção de movimentos – a imagem foi alterada para preservar o anonimato do usuário.

Faça o download deste tutorial em PDF

Fonte:Baboo

SanDisk anuncia o ‘iSSD’

 

Drive tem o tamanho de um selo e até 64GB

A SanDisk anunciou nesta semana o ‘iSSD’, considerado como o menor disco de estado sólido (SSD) do mundo.
Disponível com capacidades de 4GB, 8GB, 16GB, 32GB e 64GB, o iSSD mede apenas 16mm x 20mm x 1,85mm e é ideal para tablets e outros portáteis compactos.
De acordo com a empresa, o iSSD oferece possui interface SATA e taxas de leitura e gravação de 160MB/s e 100MB/s, respectivamente.
Os preços do iSSD ainda não forma divulgados.

 

iSSD: até 64 GB de capacidade e com o tamanho de um selo
iSSD: até 64 GB de capacidade e com o tamanho de um selo

Fonte:baboo.com.br

Categorias:Notícias, Tecnologia

Telas imitando tinta eletrônica em notebooks são um sucesso

Quem já viu um e-Reader sabe a diferença que a tinta eletrônica faz para ler sob a luz. Algo muito parecido foi colocado em telas LCD para notebooks e foi um sucesso total nos EUA. Lançada ontem, a tela Pixel Qi já esgotou nas vendas no site Maker Shed hoje.

A graça da Pixel Qi é ter três modos: o de usar o LCD normalmente, o de usá-lo de forma mais econômica ou o modo para ambientes externos. O modo normal não é nada diferente do que estamos acostumados a ver. O modo econômico faz o painel colorido refletir a luz do sol em vez de contar somente com a iluminação de fundo.

Por último e mais interessante, o terceiro modo desliga a luz de fundo do monitor e passa a mostrar cores em escala de cinza, exatamente como um e-Reader. Ele é ideal para ler em ambientes muito iluminados. Por usar a bateria somente quando é preciso atualizar a tela, ela pode consumir até 80% a menos de energia na tela, segundo a Maker Shed.

A Pixel Qi, de 10,1 polegadas, pode ser usada em dois modelos de notebooks, o Samsung N130 ou o Lenovo S10-2 e está sendo testada em outros pela fabricante. Mesmo assim, a facilidade de troca da tela deve ter feito muita gente tentar a sorte e ver se ela funciona em outros netbooks. Segundo a Maker Shed, leva apenas 5 minutos para desprender 6 parafusos e trocar a tela. Com o custo de 275 dólares, a Pixel Qi realmente empolgou muita gente e esgotou, mas novas unidades estão prometidas para o meio da semana que vem.

Fonte:info.abril.com.br

Carro do futuro vai ter “caixa-preta” e identificar buracos na pista

 

Motoristas poderão usar o telefone para travar e destravar o veículo

Kim White/Reprodução

Foto por Kim White/Reprodução

O carro inteligente que está sendo desenvolvido por pesquisadores
da Intel, fabricante de processador para computadores e chips

O carro inteligente que está sendo desenvolvido por pesquisadores da Intel vai gravar informações sobre velocidade, aceleração e frenagem, além de imagens de dentro e fora do veículo.
Os dados serão enviados automaticamente para a polícia e seguradora em caso de acidente para que seja mais fácil determinar a causa dos acidentes e identificar quem estava ao volante.
O novo veículo está sendo projetado para tornar os carros muito inteligentes, capazes de detectar os perigos na estrada e até mesmo assumir o controle da direção.
A empresa mantém contato com grandes montadoras para a criação de carros ligados o tempo todo na internet e que usam a tecnologia wireless (acesso à web sem fio).
Um dos testes envolve o uso de sistemas de câmeras responsáveis por reconhecer as placas indicativas de trânsito e em seguida, o carro processa a informação e assume o controle da direção caso o motorista conduza o carro em sentido não permitido, por exemplo.
Sensores nas placas conseguem verificar buracos na pista e enviar as informações às equipes de manutenção das rodovias. Outra tecnologia em estudo permite mudar rapidamente de faixa quando outro veículo estiver em um ponto cego. Os motoristas poderão também usar o telefone celular ou o computador para travar e destravar o carro remotamente, ligar o alarme e até mesmo esquentar o motor pela manhã.
Todo esse conjunto de funções especiais foi apresentado na semana passada pela Intel na Califórnia, Estados Unidos.
Justin Ratner, diretor de tecnologia da Intel Laboratórios, disse ao site britânico Telegraph que estão em estudo uma série de melhorias que para melhorar a experiência de dirigir e oferecer mais segurança.
– Com os sistemas de reconhecimento nos vai ser perfeitamente razoável que um veículo por conta própria identifique o sinal que diz e controle o carro na estrada para que nós não tenhamos esses acidentes sem sentido quando alguém não conseguiu reconhecer uma placa na pista. Temos conversado com os serviços de manutenção da estrada sobre o uso de sensores que já estão em carros para informar as coordenadas por GPS sobre os buracos na pista.

Fonte:noticias.r7.com